Espécie da semana

Afzelia quanzensis, uma espécie com um elevado valor cultural em África

Nome científico: Afzelia quanzensis

Nome comum: chanfuta, afzelia

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Fabales

Tamanho: 4-24m de altura (max 35m)

Estatuto para Moçambique: Quase ameaçada


Descrição

Afzelia quanzensis é uma árvore que apresenta, quando adulta, uma coroa de grandes dimensões e um tronco de aproximadamente 1m de diâmetro. O tronco possui uma casca bastante suave, de cor cinza-esverdeada ou castanho-amarelado e por vezes com padrões circulares irregulares.

A folhas são alternadas, com 30cm de comprimento, divididas entre 4-7 pares de folículos. A nova folhagem possui cor cobre e brilhante, tornando-se verde-escuro com a idade.

Os rebentos das flores são verdes e encontram-se em cachos terminais bastante curtos.  Floresce  de Outubro a Dezembro, com flores de aroma suave, verdes e com pétalas rosadas/vermelhas grandes.

O fruto é uma vagem lenhosa com uma cor castanho escuro. Geralmente tem cerca de 12-23cm de comprimento, contendo 6-10 sementes oblíquas, pretas e com uma das extremidades vermelho ou laranja.

As vagens são produzidas no final do verão e no outono abrem-se libertando as sementes.

gg

Distribuição

Esta espécie pode ser encontrada em áfrica, em países como a Somália, Quénia, Angola, Botswana, África do Sul, Suazilândia, Zâmbia, Zimbabué, Tanzânia e em Moçambique.

df

Ecologia

A. quanzensis possui uma maior adaptação a solos arenosos, bem drenados. Cresce em florestas baixas, decíduas e fechadas, junto a lagos ou nas margens de florestas secas. Normalmente é a espécie dominante quando ocorre em solos profundos e arenosos.

É muito resistente à seca, mas apresenta um crescimento lento em zonas frias.

A casca do tronco e as folhas servem de alimento para larvas de borboletas, elefantes e outros herbívoros.

Aspectos culturais

  • As folhas são usadas para alimentação;
  • A sua madeira é muito usada devido às suas propriedades, sendo muito resistente a térmitas. É usada para a construção, fabrico de contraplacado e de mobília. Comercialmente, é conhecida como chanfuta;
  • As sementes são usadas para ornamentação, fabrico de colares, brincos, entre outros adereços;
  • As raízes são utilizadas como medicamento contra a gonorreia, dores no peito, problemas renais, bilharziose, problemas oculares e picadas de cobras.
  • A casca é por vezes utilizada por pessoas com eczema e para dores de dentes.

Curiosidades

  • Na África do Sul, a Afzelia quanzensis é uma espécie protegida;
  • Acredita-se que a infusão feita a partir das raízes e casca desta espécie, dá sorte aos caçadores quando se lavam com a mesma durante a noite;
  • A mistura da casca com um óleo específico, é usada para afastar má sorte.

Fontes

Imagens