Biodinâmica no evento do Biofund!

Sua Excelência o Exmo. Sr. Presidente da República da Moçambique Filipe Nyusi inaugurou o evento de lançamento do Biofund, no qual a Biodinâmica participou com um stand de divulgação juntamente com a sua empresa parceira Creocean.

Nos passados dias 10 a 12 de Junho de 2015 ocorreu no Complexo Pedagógico da UEM (Maputo) o evento de lançamento do Biofund.

O evento foi inaugurado por Sua Excelência o Exmo. Sr. Presidente da República da Moçambique Filipe Nyusi no dia 10 de Junho, o qual despendeu cerca de uma hora e meia visitando a exposição e discursando sobre a estratégia para a Biodiversidade em Moçambique, mostrando assim um grande empenho do Governo nesta questão, o que deixou todos os participantes emocionados e muito entusiasmados sobre o futuro da conservação da natureza em Moçambique.

No dia 11 ocorreu o Fórum: “Conservação como Pilar do Desenvolvimento”, no qual estiveram presentes mais de 15 oradores de instituições como o BIOFUND, ANAC, UNEP, WWF, UEM, Banco Mundial, IFC, WCS, FFI, FUNBIO, KfW, GIZ, Conservation International Global Conservation Fund, Afd and PNUD.

Paralelamente ocorreu a Exposição-Feira: “Parcerias para a Conservação em Moçambique”, a qual foi bastante concorrida, com inúmeros visitantes, incluindo alunos de diversas escolas. Na exposição, para além da Biodinâmica e sua parceira Creocean, a qual partilharam um stand, estiveram entidades como o CDS-Zonas Costeiras, Parque Nacional da Gorongosa, Parque Nacional do Limpopo, Parque Nacional do Bazaruto, ANAC, MOZBIO, Departamento de Ciências Biológicas da UEM, Estação Biológica de Inhaca, RARE, Phytotrade, Projecto Carnívora, Covane Community Lodge, Fundação Joaquim Chissano & Peace Parks Foundation, WWF, Fundação MICAIA and The Lost Mountain Project.

O evento foi um sucesso e, sem dúvida, um passo gigante para que Moçambique cresça de forma sustentável. A Biodinâmica é um dos parceiros dessa senda, tal como demonstra a sua Missão e Visão.

Visão da Biodinâmica

“Ser uma referência em África na área da consultoria em biodiversidade e contribuir para que Moçambique consiga implementar de um modo sustentado as actividades económicas que irão permitir o seu crescimento, sem comprometer a saúde das suas populações, dos seus ecossistemas e da sua biodiversidade.”